segunda-feira, 29 de junho de 2009

Assita ao desfile de Verão 2010 do Victor Dzenk

video

Victor Dzenk em Luanda



Por: Gabriela Tanuri

Depois do sucesso no Fashion Rio, o estilista mineiro Victor Dzenk embarcou para Luanda, a capital angolana, onde participa como convidado do Prêt-à-Porter Luanda.

O evento, realizado pela STEP, organizadora do tradicional Moda Luanda, tem como objetivo mostrar à imprensa e clientes o que há de melhor no prêt-à-porter angolano.

Convidado pela organização, Victor Dzenk apresentará amanhã, 25 de junho, na passarela, sua coleção inspirada no Barroco Mineiro, encerrando o evento.

O Prêt-à-Porter Luanda é um evento de moda que se propõe a realizar um trabalho social com a participação das marcas, patrocinadores e organizadores. Parte da verba arrecadada pelo evento será destinada à criação de uma escola com biblioteca e um computador para gestão da mesma. Como forma de ajudar o evento nesta importante ação social, Victor Dzenk colocou em sua bagagem livros de Monteiro Lobato e Ziraldo para doar à nova biblioteca.
Gabriela Tanuri

Preta Gil garante clima junino em “Noite Preta” e visita "barraca do beijo"






Cantora fez questão de se apresentar em sintonia com a data

Luciana Barros
Thyago Andrade e Tony Andrade/AgNews
Preta Gil é clicada de dentro da barraca do beijo


Thyago Andrade e Tony Andrade/AgNews
Preta: versão moderna de um look junino

Preta Gil se influenciou pelo período dos festejos juninos, na madrugada deste sábado (27). Em apresentação que aconteceu na casa noturna “The Week”, no Centro do Rio, a cantora fez com que o show “Noite Preta” ganhasse um repertório diferente: 70% das músicas estiveram voltadas para a data - proporcionando forró e ritmos juninos para o público. Até mesmo o vestido da cantora entrou no clima. Ela usou um modelo quadriculado assinado por Victor Dzenk.

“Também tive a ideia de organizar uma barraca onde se pudesse customizar o cabelo e fazer trancinhas. Aqui tem barraca do beijo e tudo o que tem em uma festa junina normal”, disse a cantora que visitou e tirou fotos de dentro da barraca.

Preta confessou que adora festa junina e até brincou: “Comi muito cachorro quente, canjica, milho, pipoca e cuscuz. Não sei como consegui me apresentar”. A show “Noite Preta” ganhou programação fixa na casa noturna. “Agora ficaremos uma vez por mês aqui até o final de dezembro. Já me apresentei em São Paulo, Brasília e Fortaleza, mas aqui foi onde o 'Noite Preta' cresceu e tenho plateia cativa”.

A cantora também festejou o aniversário do pai, Gilberto Gil, que completou 66 anos. Nos próximos 12 dias, ele estará focado em uma turnê de 18 shows na Europa e levará Francisco, filho de Preta. “O Francisco irá pela turnê e passear. É a primeira vez que ele viajará sem mim. Ficarei sem filho e sem marido - que já está longe", contou. Segundo ela, Francisco compõe, toca guitarra, bateria e já assumiu a veia artística.

Para ela, cantar no Canecão, também no Rio, foi um marco para a carreira. "Foi emocionante ver meu pai e minha mãe no show, principalmente quando cantei 'Drão'".

Festa na praia


Victor Dzenk é fidelíssimo ao seu estilo. Gosta mesmo é de criar vestidos cheios de volume e glamour para mulheres que amam uma boa festa (pense em Donatella Versace). Inspirado pelas areias de Saint-Tropez, Victor abusou das estampas que remetem ao fundo do mar. Vestidos, vestidos e mais vestidos, curtos e longos, se revezaram em cena, sempre muito coloridos e estampados. A novidade ficou por conta de uma pitada de moda praia, com biquínis e maiôs mais comportados, e por algumas peças de alfaiataria, como a ótima pantalona branca com botões dourados. Por fim, Victor arrancou aplausos entusiasmados do seu público cativo, que não deixa de comparecer em peso às passarelas cariocas.

ELLE Amou: As sandálias. O macacão frente única. A pantalona branca.

Helena Campos | Fotos: Agência Fotosite

Victor Dzenk inspira seu verão na Riviera Francesa



No ano da França no Brasil, o mineiro Victor Dzenk sugere um passeio à beira mar na Riviera Francesa. Ele veste mulheres elegantes, com se estivessem chegando de um cruzeiro: vestidos vaporosos, longos ou curtos, nas estampas digitais que já são características da sua marca.

Estampas exlcusivas em biquínes e vestidos vaporosos. Foto: Marcos D'Paula/AE

Victor propõe ainda uma alfaiataria branca, em shantung strech, com listras, para dar o clima "mariner". De novidade, a moda praia, com biquínis, maiôs e bolsas em estampas exclusivas.

*http://www.estadao.com.br/noticias/ *

Verão começa a explodir em estampas maxicoloridas




Rosângela Espinossi
Direto do Rio de Janeiro

Os desfiles do Fashion Rio parecem que estão esquentando de temperatura. Pelo menos no quesito estampas e cores. Sim, desde sexta, com Rio Moda Hype, não faltaram roupas nude ou claras, mas também tons mais fortes - azul, verde, fúcsia, laranja, amarelo. E nesta segunda-feira, elas aparecerem firmes e fortes, em peças lisas ou misturadas em estampas digitais que davam a impressão de explodir em cores.

As estampas, aliás, parecem ser um dos pontos-fortes do verão 2010. Podem vir miúdas, em geral lembrando elementos da natureza, como flores, folhas, pássaros, paisagens, águas, etc. Ou fortes, máxis, exuberantes. No domingo, o desfile da TNG já demonstrou variações de cores intensas, como azuis, verdes e laranjas, em estampas de animais, folhagens e aquáticas.

Nesta segunda-feira, Victor Dzenk, em sua viagem à Riveira Francesa, vestiu as mulheres com roupas chiquérrimas em tons fortes e explosivos. As estampas lembravam desde plantas aquáticas a maxipeixes, passando por navios. Depois, Carlos Tufvesson, numa viagem disco, vibrante, brindou o verão 2010 com cores, cores e mais cores. Também juntas, misturadas, manchadas ou separadas em vestidos curtos de tons fortes.

Então, ficamos combinado, se você é adepta das estampas fortes, grandes, exageradas e coloridas, pode abrir seu sorriso. O verão 2010 deixará você mais do que feliz. Se você gosta disso tudo, mas não se arrisca no look total como os apresentados pelas grifes, acalme-se. Pegue um peça só e a combine com outra básica, de preferência de tom neutro. Não dá para se arrepender. Mas se você prefere a discrição, cor-de-pele, cáqui e beges são um prato cheio.

O melhor, porém, é ter de tudo um pouco no guarda-roupa, afinal nossos humores variam dia-a-dia. E justamente naquele dia você quiser ficar exuberante, há a opção de se jogar nas estampas coloridas. No outro, quando o básico pede passagem, vá de neutros. Não há como errar.

A parada obrigatória, Saint-Tropez



Victor Dzenk leva as mulheres a um sofisticado cruzeiro. A parada obrigatória é Saint-Tropez, que funcionou como fonte inspiradora.

A passarela virou um deck para que o estilista trouxesse seus 30 looks multicoloridos. O estilo marinheiro abriu o desfile com o vestido justíssimo e a legging de listras horizontais em azul, branco e preto.A calça branca pantalona e o shortinho, ambos de cintura alta, são as únicas alternativas aos vestidos. A alfaiataria é utilizada para fazê-los e ganha requinte com os botões dourados.Depois, o que se viu foi uma variedade de caftãs fluidos. O comprimento míni privilegia àquelas que querem exbir as pernas nos curtíssimos. Mas, se a vontade é escondê-las, opções não faltam.Os macacões valorizam o tronco feminino e se alargam a partir do quadril. As costas podem tanto ficar à mostra no modelo frente-única quanto parcialmente enfeitadas com tiras e amarrações.Os longos conseguem transmitir o luxo pretendido por Dzenk. Eles movimentam-se com o caminhar da mulher. A coleção é extremamente colorida, mas de bom gosto. Um único look pode carregar pinceladas de lilás, amarelo, pink e verde, a exemplo do tomara-que-caia de Luana Teifke. Os corais, os peixes e a vegetação marinha surgem do mar para estampar a nova linha da marca.
Por Thaís Camargo - Terra

Opinião da Mome

Summer Time


Inspiração
Summer time, summer dreams. O verão de Victor Dzenk, inspirado em Saint-Tropez, trouxe roupas para um balneário de puro luxo. A protagonista dessa viagem é uma mulher ultrafeminina que valoriza cores, shapes esvoaçantes, cinturas marcadas e tecidos delicados. Além dos caftãs glamourosos, hit da coleção, vestidos e mais vestidos de musseline e cetim coloridos reafirmam a proposta. A sensualidade aparece nos decotes em V, nas barras assimétricas e nos ombros caídos que sempre deixam partes do corpo à mostra. Já a alfaiataria aparece em duas peças fundamentais para o chique instantâneo: um short e uma calça com bolso faca e barra italiana. As estampas coloridas roubam a cena nas areias de Victor: o skyline da Riviera Francesa e os peixes dão graça à sua nova festa, que agora tem vista para o mar.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Victor Dzenk mostra luxo de Saint-Tropez



Por: Thaís Camargo

Direto do Rio de Janeiro Victor Dzenk leva as mulheres a um sofisticado cruzeiro. A parada obrigatória é Saint-Tropez, que funcionou como fonte inspiradora.

A passarela virou um deck para que o estilista trouxesse seus 30 looks multicoloridos. O estilo marinheiro abriu o desfile com o vestido justíssimo e a legging de listras horizontais em azul, branco e preto.

A calça branca pantalona e o shortinho, ambos de cintura alta, são as únicas alternativas aos vestidos. A alfaiataria é utilizada para fazê-los e ganha requinte com os botões dourados.

Depois, o que se viu foi uma variedade de caftãs fluidos. O comprimento míni privilegia àquelas que querem exbir as pernas nos curtíssimos. Mas, se a vontade é escondê-las, opções não faltam.

Os macacões valorizam o tronco feminino e se alargam a partir do quadril. As costas podem tanto ficar à mostra no modelo frente-única quanto parcialmente enfeitadas com tiras e amarrações.

Os longos conseguem transmitir o luxo pretendido por Dzenk. Eles movimentam-se com o caminhar da mulher.

A coleção é extremamente colorida, mas de bom gosto. Um único look pode carregar pinceladas de lilás, amarelo, Pink e verde, a exemplo do tomara-que-caia de Luana Teifke. Os corais, os peixes e a vegetação marinha surgem do mar para estampar a nova linha da marca.

Fonte: http://moda.terra.com.br/fashionrio/verao/2010

Victor Dzenk inspira seu verão na Riviera Francesa


No ano da França no Brasil, o mineiro Victor Dzenk sugere um passeio à beira mar na Riviera Francesa. Ele veste mulheres elegantes, com se estivessem chegando de um cruzeiro: vestidos vaporosos, longos ou curtos, nas estampas digitais que já são características da sua marca.

Victor propõe ainda uma alfaiataria branca, em shantung strech, com listras, para dar o clima "mariner". De novidade, a moda praia, com biquínis, maiôs e bolsas em estampas exclusivas.


Fonte:

http://www.estadao.com.br/noticias/